Explorar

blog-prestação-serviços
/
/
/
Prestação de Serviços: Entenda Como Ter Sucesso no Maior Setor da Economia

Prestação de Serviços: Entenda Como Ter Sucesso no Maior Setor da Economia

Navegação Rápida

blog-prestação-serviços

Prestação de Serviços: Entenda Como Ter Sucesso no Maior Setor da Economia

A prestação de serviços é toda a atividade econômica que não envolve um produto tangível, principal diferença que o separa da venda de produtos. Para ter sucesso na prestação de serviços é preciso planejar, definir bem os processos do seu negócio e precificar corretamente. Entenda mais sobre este setor e veja algumas dicas de gestão para ter sucesso nesta área no texto a seguir.

Um dos maiores setores da economia brasileira é o de prestação de serviços. Ele se trata de toda a atividade econômica que não envolve um produto tangível como resultado. Há o chamado prestador de serviço, que oferece e realiza o serviço em si e o tomador, referente àquele que recebe a prestação de serviço pagando por ele. Alguns exemplos de prestação de serviços são empresas de TI, manutenção, suporte, atividades de hotéis, instituições de ensino, serviços de limpeza, academias, cinemas, salões de beleza, consertos e agências de marketing.

Segundo as últimas pesquisas realizadas pelo IBGE, em novembro de 2020, apesar do avanço de 1,8% em setembro, o setor segue 8% abaixo do patamar de fevereiro, mês que antecedeu o início das medidas de isolamento para contenção do coronavírus, e continua mostrando recuperação mais lenta do que a observada no comércio e indústria.

Segundo estatísticas recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apurado mensalmente pela Secretaria do Trabalho, de março a outubro de 2020, o setor de serviços de uma forma geral, perdeu 2,1% dos postos formais.

Qual a diferença entre prestação de serviços e venda de produtos?

A prestação de serviços consiste em toda atividade econômica que procura atender às demandas do mercado sem envolver a venda de uma mercadoria física. Ou seja, o principal ponto que a separa da venda de produtos é que esta atividade se refere a uma transação com um bem tangível, algo materializado durante sua produção, enquanto que o serviço é intangível, ou seja, não se trata de uma mercadoria física e não implica na posse de um bem, além de ser produzido no mesmo momento em que é consumido.

Exemplificando: um shampoo e um secador são produtos, enquanto lavar e secar os cabelos no salão de beleza são serviços. Para distinguir melhor as definições entre eles, há quatro conceitos básicos:

1.   Tangibilidade

A tangibilidade é a facilidade de mensurar por qual coisa o cliente está pagando e quanto custou ao empresário produzi-la. O produto tem uma tangibilidade maior e o serviço é mais difícil de mensurar o esforço despendido para sua prestação.

2.   Propriedade

O produto é algo que muda de propriedade – de quem o fabricou para quem o comprou. Na prestação de serviços, mesmo que envolva um produto, não há troca de propriedade. Como na locação de um equipamento, por exemplo, você paga para utilizar por um determinado período, mas o proprietário continua sendo a locadora.

3.   Perecibilidade

A perecibilidade é a duração de um produto, que pode estragar ou passar do prazo de validade quando ainda está em estoque ou sob posse do cliente. Já com o serviço, a perecibilidade não é um problema, a não ser que aconteça de você pagar um serviço mal feito e que precisará de refação.

4.   Inseparabilidade

A inseparabilidade é uma característica dos serviços que são prestados na presença do cliente, diferente dos produtos, que são produzidos em várias etapas. Por isso, um prestador de serviços tem contato direto com a satisfação ou insatisfação imediata do cliente.

O cenário brasileiro do setor de serviços

Diante da pandemia de 2020, o setor sofreu mudanças desde a pesquisa de 2019 do IBGE que citamos no início. Acumulando algumas perdas que não pôde recuperar, ainda assim apresentou crescimento. O volume de serviços prestados no Brasil cresceu 2,9% em agosto do ano passado, registrando alta em três meses seguidos, porém sem conseguir eliminar as perdas vindas da pandemia e passou a acumular queda recorde em 12 meses, não recuperando o tombo de 19,8% gerado entre fevereiro e maio.

No mês de setembro, o setor chegou a estar entre os mais afetados pela pandemia devido a diminuição drástica no consumo das famílias e nos investimentos. Em novembro, porém, o setor continuou registrando alta, pela sexta vez consecutiva. Com isso, o volume de serviços no Brasil ainda está 14,1% abaixo do recorde histórico, registrado em novembro de 2014 e 3,2% abaixo de fevereiro de 2020.

Apesar dos números oscilantes de 2020, o setor de serviços não deixou de ser um dos mais importantes na economia brasileira e grande gerador de empregos, apontado como o maior do PIB brasileiro, representando cerca de 70% do total. Atualmente, segundo a prefeitura de São Paulo, há mais de 1.208.000 prestadores de serviços só no estado.

Os principais desafios que as empresas de serviço enfrentam

Assim como empresas que vendem mercadorias ou fabricantes de produtos, as empresas de prestação de serviços também enfrentam desafios, veja alguns deles:

  • Precificação

Todos os prestadores de serviços, principalmente aqueles que ainda não sabem ao certo o quanto seu trabalho vale no mercado, passam por dificuldades na hora de precificar seu serviço, afinal, é mais simples dar preço a um produto tangível do que a um serviço. Geralmente, os produtos têm seus preços mensurados por métricas de peso, gramas, toneladas, por sua disponibilidade e prazo de validade. Enquanto o serviço deve ser precificado com base em tempo, como diária de trabalho e mensalidade, por exemplo, e nível de esforço e particularidade do serviço.

  • Custos com pessoas

Não há serviço prestado sem pessoas envolvidas, por isso, a qualidade dos trabalhos depende da dedicação, compromisso e produtividade. Para quem possui empresas no setor, é importante estar atento aos trabalhos que são desenvolvidos pelos funcionários e a qualidade de vida que a empresa pode oferecer, afinal, ao evitar a rotatividade, se evita também diversos custos.

  • Faturamento variado

Principalmente no início dos negócios, lidar com a variação na receita é um dos principais desafios. Os serviços possuem frequências de demandas diferentes da venda de produtos, o que torna difícil fazer uma previsão orçamentária, por exemplo.

Apresentados os principais desafios, vamos a algumas dicas para que você possa ter sucesso no setor de prestação de serviços.

Dicas de gestão para prestadores de serviços

1.   Planeje

Como já vimos, a oscilação no faturamento é um grande desafio, e já que não dá para prever as receitas, dedique-se a controlar o que está a seu alcance: faça um planejamento financeiro. Veja quais são seus objetivos e estabeleça um planejamento estratégico. Reúna informações sobre fornecedores, clientes, mercado e sua capacidade de atendimento (quantos serviços consegue prestar mensalmente, por exemplo), e assim, defina seu plano de ação e o que será necessário para atingi-lo.

2.   Defina seus processos

Mesmo que você preste serviços sozinho e não tenha uma empresa com vários funcionários, é necessário ter organização como em qualquer outro trabalho. Para isso, defina com clareza quais serão seus processos internos. Saiba o que será feito desde o primeiro contato com o cliente, durante e após a prestação do serviço. Defina como será a abordagem com clientes, como controlará as demandas e como gerenciará o tempo de atendimento. Esta organização pode melhorar a satisfação dos clientes e abrir novas portas!

3.   Precifique corretamente

Você, como prestador de serviços, você não deve querer ficar conhecido por ser “o que cobra mais barato”, afinal, isso pode ser sinônimo de serviço mal executado. Portanto, atente-se ao valor do seu trabalho e a alguns pontos na hora de definir quanto será cobrado:

  • Custos fixos e variados do seu negócio
  • Margem de lucro esperada
  • Preços da concorrência no mercado
  • Custos de locomoção até o cliente (se for o caso)
  • Percepção de valor dos clientes na área em que presta serviços

Todos estes aspectos devem ser levados em consideração em conjunto. Não olhe apenas o preço do concorrente, observe os seus gastos e qual margem de lucro quer alcançar.

Dica bônus: Você pode contar também com sistemas que integrem as atividades pertinentes ao seu serviço ou empresa! As soluções da Sweda oferecem praticidade, melhor desempenho e alta performance, ajudando você a ter uma gestão mais inovadora e sem complicações. Já pensou em automatizar o seu negócio? Entre em contato com a gente e veja como podemos ajudar você!

[ssba-buttons]

[vc_row top=”0px” bottom=”0px”][vc_column][vc_raw_html]JTNDZGl2JTIwcm9sZSUzRCUyMm1haW4lMjIlMjBpZCUzRCUyMmZvcm11bGFyaW8tYmxvZy1uZXdzbGV0dGVyLTM4MjI3ZjhiNmE1ODY2MzViODk5JTIyJTNFJTNDJTJGZGl2JTNFJTBBJTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyMnRleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTIyJTIwc3JjJTNEJTIyaHR0cHMlM0ElMkYlMkZkMzM1bHV1cHVnc3kyLmNsb3VkZnJvbnQubmV0JTJGanMlMkZyZHN0YXRpb24tZm9ybXMlMkZzdGFibGUlMkZyZHN0YXRpb24tZm9ybXMubWluLmpzJTIyJTNFJTNDJTJGc2NyaXB0JTNFJTBBJTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyMnRleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTIyJTNFJTIwbmV3JTIwUkRTdGF0aW9uRm9ybXMlMjglMjdmb3JtdWxhcmlvLWJsb2ctbmV3c2xldHRlci0zODIyN2Y4YjZhNTg2NjM1Yjg5OSUyNyUyQyUyMCUyN1VBLTg5ODYwMDgxLTElMjclMjkuY3JlYXRlRm9ybSUyOCUyOSUzQiUzQyUyRnNjcmlwdCUzRQ==[/vc_raw_html][/vc_column][/vc_row]

Compartilhe esta notícia

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Newsletter

Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades da Sweda.

Posts relacionados